PAULO BERNARDO

 

SOBRE O AUTOR
 
CICLO DA PRIMEIRA IDADE:
INFÂNCIA, ADOLESCÊNCIA
E JUVENTUDE, FAIXA ETÁRIA
DO APRENDIZADO.
 

 

Em primeiro lugar, o autor teve a sorte de ser criança e adolescente em uma cidade interiorana, banhada pelo Rio Doce, Resplendor, Estado de Minas Gerais. 

Na época do curso ginasial, tomou gosto pela matemática, tendo sido inclusive professor da matéria aos 17 anos, no ginásio local; e já estudava a Ciência Sagrada dos Números, a Numerologia. Ocupava seu tempo também com filatelia e numismática, isto é, colecionava selos e moedas, com permutas feitas via correio, por correspondências internacionais estimuladas pela O Cruzeiro, revista brasileira, e Alhambra, uma publicação espanhola que motivou seu interesse pelas aulas particulares de reforço nas noções de inglês, francês e espanhol.

Ao se mudar para Belo Horizonte,passou a frequentar bibliotecas, para estudar tudo a respeito de ciência da mente,comportamento, relacionamento humano e auto-ajuda. Nesta época, começou a trabalhar como gerente em fábrica de “armários de cozinhas americanas”.
 
Morou em casas de família e em hotéis, quando se distraía com experiências de analisar a própria vida e a de amigos. Com isso, se fez crescer a curiosidade de entender a natureza humana, bem como o interesse nos vários cursos e palestras eventuais de que participou, sobre vendas, parapsicologia, relações humanas, psicologia, jornalismo, propaganda e administração de empresas.

Aos 20 anos, serviu no 12º Regimento de Infantaria, da 4ª Região Militar, na graduação de cabo, tendo recebido alguns elogios no desempenho de funções pertinentes. Permaneceu no exército por dois anos, fundou e dirigiu, no quartel, um jornalzinho, O Treme Terra. Durante as férias, lançou uma revista, Anuário de Resplendor. Nesse tempo, terminou o curso clássico no antigo Colégio Marconi, divertiu-se bastante com danças e jogos,  frequentou diversas religiões, e continuava estudando esoterismo e lendo as escrituras sagradas.

 

Aos 22 anos, em 1962, depois de uma experiência com agro-negócio e fábrica de produto patenteado no ramo de alumínio, passou a trabalhar como representante  comercial. Sempre a ler vários livros, jornais e revistas, firme nos estudos de ciências esotéricas e obras que tratavam de poder da mente.
 
 


CICLOS DA SEGUNDA IDADE: 
FAIXA ETÁRIA
DA PRODUTIVIDADE.
 
Em 1968, foi aprovado no vestibular da UFMG, para o curso de Direito. Já no segundo ano do curso, aceitou convite para trabalhar com dois advogados, quando começou com os serviços de procuratório-despachante.

 

Diplomou-se em 1972 e continuou advogando por algum tempo, enquanto exercia também pequenas atividades empresariais, além de estudar e pesquisar Ciência Religiosa, Ciência da Mente, Filosofia do Sucesso, Ciência do Comportamento, Sabedoria Oriental, I Ching, Educação de Filhos, Psicossomática, e aprofundava as experiências em Ciência dos Números (Numerologia). Casou-se em 1975.
 
Até então, apenas acreditava na existência de Deus, baseava-se em Deus e no poder da auto-sugestão. Trabalhava, ganhava dinheiro, mas não se sentia feliz. Ainda não sabia ter a fé verdadeira, mas continuava buscando-a. Nessa época, teve início em sua vida um novo ciclo de nove anos que exigiria o sacrifício do próprio ego. Então, redobrou a busca do conhecimento em auxílio da reflexão sobre a vida-a-dois e a vida em família. Como vivia estudando o I Ching e a Bíblia, ele aproveitava para fazer a sua auto-avaliação, e nessa auto-análise era quase sempre reprovado.
 
Na continuação dos seus estudos de I Ching, fez muitas consultas, uma em especial: “O que fazer para conseguir saúde, sucesso e paz?”. A resposta veio nos Hexagramas 45/11. O autor leu o significado e guardou a interpretação.
 
Meses depois, já em 1977, sua esposa foi convidada para conhecer a instituição religiosa Perfect Liberty, de onde voltou trazendo alguma literatura e propaganda que eram de interesse dele. Foi quando surgiu novo impulso de fazer outra consulta específica ao I Ching: “Se eu ingressar nessa instituição e seguir seus ensinamentos, qual será o resultado para a minha vida?” Resposta: Hexagramas 45/11. Era o esclarecimento que ele buscava. Decidido, dirigiu-se à referida escola de espiritualidade da cultura japonesa, onde começaram as mudanças de atitude mental, espiritual e comportamental. Nesse mesmo ano, nascia sua primeira filha. 
 

 

 
Em 1978, adotando a postura daquela respeitável organização, o autor foi orientado para reunir grupos e estudar os ensinamentos, assumindo liderança de setores e unidades. Tal trabalho (missassaguê) propiciou sua estada, com recursos próprios, na França e no Japão, onde  conheceu a sede mundial da Perfect Liberty.

 

De volta do Exterior, resolveu diminuir sua dedicação profissional para se esforçar na conquista dos ensinamentos ministrados por aquela organização filosófica e religiosa, da qual se tornou membro atuante.
Passou a dar palestras e liderar grupos de estudos sobre pensamentos, sentimentos, emoções e espiritualidade.

No ano seguinte, 1979, incentivado pelo seu mentor institucional, criou o primeiro Curso de Ciência da Mente, que era ministrado nos finais de semana em hotéis (no centro, aquele que viria a ser o prefeito reeleito de Santa Luzia,  C. A. Calixto), empresas e outras instituições, e que recebeu, anos depois, o nome de Cursos Prof. Lin de Autoterapia e Felicidade como Opção de Vida. Com o tempo, os cursos também foram realizados em escolas, auditórios, residências, igrejas e no escritório de consultas do autor.
 
Durante os anos de atuação nos cursos, o que o Prof. Lin ensinava era bem diferente do que se aprendia nas diferentes instituições. Milhares de pessoas foram atendidas nos seus cursos, palestras, entrevistas e consultas de Numerologia e I Ching. Elas buscavam análise da vida e obtinham, também, orientações, soluções e decisões empresariais, administrativas, pessoais,  afetivas, terapêuticas, políticas, artísticas, familiares, educacionais, estudantis. Nos atendimentos, as pessoas relatavam ter alcançado extraordinário proveito, conforme há registros de vários depoimentos, refletindo de forma altamente positiva no sucesso das suas empresas, bem como na saúde física e espiritual.
 
Passaram pelos cursos e consultório clientes cujas profissões estão ligadas às mais diversas atividades, como executivos, engenheiros, advogados, empresários, psicólogos, médicos, economistas, administradores, políticos, artistas, gerentes, corretores, professores, vendedores, líderes religiosos e formadores de opinião, além de casais, pais e profissionais de outros segmentos.
 
Já em 1986, depois de muitas palestras e cursos de Poder da Mente, Auto-ajuda, Numerologia e I
Ching, a pedido de amigos, ele se candidatou ao mandato de deputado federal, eleição que indicaria os membros da Assembléia Constituinte. Com os votos obtidos, o autor ajudaria a legenda do partido. Nessa época, houve uma diminuição do número de cursos e palestras, dando início a atendimento de consultas de Numerologia e I Ching. Enquanto continuava a incessante busca pelo
conhecimento para entender de Deus. Prof. Lin preparava o seu primeiro livro: Seu Nome Sua Vida, lançado em 1991.
 
Nessa época, nasceram os outros dois filhos do autor, um menino e uma menina. A partir de 1992, concedeu muitas entrevistas em rádio, jornal, revista, televisão, e intensificou as palestras e cursos. Em 1994, lançou a Revista Nome; publicação experimental. Já em 1997, publicou seu segundo livro Dízimo, Ofertas, Primícias e Dinheiro; e em 1998, o Caminhada para o Sucesso e Dinheiro. Em 1999, concorreu ao 1º Prêmio Banco Real de Talentos da Maturidade com a monografia Felicidade
como Opção de Vida
.
 

 

CINCO ANOS PARA ENCONTRAR
O QUE BUSCOU DURANTE 47 ANOS.
 
Ainda no ano de 1999, ao sentir que faltava algo mais para orientar seus consulentes no dia-a-dia, o autor se lembrou de uma ideia que teve enquanto escrevia Caminhada para o Sucesso e Dinheiro, no qual destacava a importância de se começar as orações com o Pai Nosso. Aquele momento coincidiu com a sua vontade de ir o mais fundo possível na auto-análise. Daí para frente, como livre pensador, com sua Teologia Esotérica, foi uma questão de tempo: cinco anos para encontrar o que buscou durante 47 anos, ou seja, tentar seguir a ordem de Sócrates: “conhece-te a ti mesmo, e conhecerás o universo e conhecerás Deus. {…} A evolução é a lei da vida. O número é a lei do Universo. A unidade é a lei de Deus”. (Acima, o casamento da primeira filha).
 

 

AS NOVE CHAVES DO SEGREDO E O SISTEMA RDS.
 
O quinto ano, em 2004, foi o ponto crucial para organizar as conclusões do que havia descoberto e expressá-las em livro, a que deu o nome de As Nove Chaves do Segredo -Terapia do Nome e da Palavra. Ao escrever a obra, percebeu que havia criado, também, o Sistema RDS, novidade no campo da Terapia e Prevenção, gerada na visão metafísica das expressões do Pai-Nosso. (Ao lado o amigo e ilustre escritor José Cláuver de Aguiar, no lançamento do livro, na Livraria Leitura do Minas Shopping)
 
 
ESG – ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA

Em 2008, participou do Ciclo de Estudos de Política e Estratégia – CEPE – (Curso Avançado de Planejamento Político e Estratégico – da ESG, Escola Superior de Guerra), promovido pela ADESG/MG.

 
DISCURSO QUE PROFERIU NA OCASIÃO:
Prof. Pedro Ernesto,

Prof. Norman,
Senhoras e senhores Membros da comissão executiva,
Nobres Colegas diplomandos,
Senhores Homenageados de 2008 da ADESG/MG,
Convidados adesguianos, demais convidados.
Autoridades, senhoras e senhores.
Desde aquele 7 de julho, deste ano, quando nos reunimos no Auditório da PE (4ª. Companhia de Polícia do Exército) para a cerimônia de abertura de nosso ciclo de estudos, cheio de expectativas, cinco meses se passaram. Nesse tempo, em que estivemos juntos quase todas as noites, gozamos um período no qual ampliamos nosso campo de visão sobre o Brasil e o mundo; este mundo que atravessa uma fase de mudanças por conta da crise econômico-financeira, possivelmente a maior de sua história. Estudamos, aprendemos, sorrimos, fotografamos, recebemos edições memoráveis do Newsletter, e não nos faltou o grande baile de formatura.
Algumas visitas de estudos nos levaram a lugares que muito acrescentaram a nosso currículo, em áreas estratégicas, como as visitas à aeronáutica (CIAAR) e a visita técnica científica ao PAMA (Lagoa Santa).
Vivemos intensamente muitos momentos alegres, produtivos, positivos e inesquecíveis. Aprofundamos conhecimentos da estratégia nacional, na busca dos objetivos nacionais permanentes, quais sejam: a democracia, a integração nacional, a integridade do patrimônio nacional, a paz social, a ordem, a soberania nacional.
 
Sabedores do perigo de mencionar poucos nomes e não citar outros e, por conseguinte, ser cobrado do interlocutor ou discursador, assumimos o risco de registrar alguns nomes, como autênticos representantes daqueles que nos honraram com sua presença e participação significativas. Assim, respeitando o pouco tempo que nos foi reservado para esta homenagem, citamos inicialmente, o Doutor Alysson Paulinelli, ex-ministro de Estado da Agricultura – ao desejarmos, obviamente, agradecer a todos os conferencistas convidados.
 
Ao apontarmos o nome do Capitão Antônio Milton de Araújo Melo, queremos, sem dúvida, saudar todos os demais adesguianos da Comissão Executiva que colaboraram com este curso de estudos. É nosso desejo homenagear também o controlador de debates, Dr. Inácio Loiola Pereira Campos, com suas elegantes palavras de agradecimento aos palestrantes, e os arremates com seus inesquecíveis “minutos de sabedoria” cada vez que encerrávamos mais uma noite de estudos.
 
Prof. Norman José de Andrade Giugni, Delegado Regional da ADESG em Minas Gerais, exemplo de líder, respeitável e respeitoso, sempre ordeiro e benfeitor, a V. Exª. nossos mais efusivos agradecimentos e reconhecimento por sua dedicação a nós, enquanto estagiários.
Olhamos para trás e nos lembramos com saudades do quanto que aprendemos nos quartéis da PE (Polícia do Exército) e do CET (Centro de Estudos Técnicos), onde fomos agradavelmente acolhidos; onde, também, recebemos informações e esclarecimentos que os grandes conferencistas, aos quais somos sinceramente gratos, nos transmitiram. Pois, conseguiram acender em cada um de nós aquela luz da consciência nacional e do sentimento de patriotismo. Principalmente quando nos falavam da Amazônia, das expressões do poder nacional em busca do bem-comum, da manutenção dos nossos objetivos fundamentais, como defesa da ética, da paz, da cidadania, dos direitos humanos, em especial da democracia e de outros valores universais.
Tanto nas atividades de auditório quanto nas de reuniões de grupo, pudemos rever a importância dos regulamentos e da disciplina para nos lembrar da pontualidade, organização e questões éticas.
Durante o CEPE, enquanto passávamos pelas fases preparatória, doutrinária, conjuntural e de aplicação, com as conferências, debates e apresentação de trabalhos, íamos, graças a ADESG, conhecendo a doutrina e o método de planejamento da Escola Superior de Guerra, dentro de espírito acadêmico, democrático e aberto ao livre debate.
Ficamos conhecendo, também, a explicação da doutrina esguiana, sobre a nossa sociedade que se situa na vertente fortemente latina dos valores da cultura ocidental. De notável influência cristã, essa influência nos assegura que o homem não se esgota, simplesmente, na expressão biológica de que ela se compõe. A cultura brasileira reconhece a presença inseparável da divindade no ser humano, o que projeta seu destino em termos de infinito ou eternidade, sem tirar dele a possibilidade moral de tomar decisões e lutar por um projeto de vida individual.
A aceitação desse humanismo teísta e cristão do povo brasileiro é uma característica respeitável, por considerar o homem dotado de dignidade por sua natureza e seu destino metafísicos, centro de todas as preocupações, para o qual devem ser orientadas as políticas e as estratégias. Outra característica importante é o fato de considerar o homem na sua globalidade, ao mesmo tempo, espírito e matéria.
Acontece que esse humanismo teísta é apenas a ponta da verdade. Não basta apenas acreditar na existência de um único Deus; é preciso conhecer-se a si mesmo, para reconhecer e sentir Deus, não o Deus “lá em cima” ou apenas no meio de nós, mas o Deus dentro de si e no outro, para aprender, com a experiência, a ver e ouvir a Deus, com os olhos e ouvidos físicos. Em seguida, aprender a conviver com o Deus existente dentro de cada um, lembrando a afirmação de que o ser humano é o único ser que tem aparência Divina.
Essa nova cultura, permeada pela instrução-escolaridade-educação-religiosidade, tem trânsito inquestionável no saneamento ético, moral e religioso dos indivíduos e do estado, capaz de inibir, com toda certeza, a criminalidade e a violência, refletindo na segurança individual e coletiva, na harmonia dos relacionamentos e, por conseqüência, na prevenção da saúde vigorosa.
Precisamos, urgentemente, resgatar a vontade política e a credibilidade dos nossos políticos; formar, a partir da própria sociedade, estadistas e líderes verdadeiramente teístas que estejam preocupados com esta e as próximas gerações!
Se faltam lideranças que traduzam este sentimento de indignação, então que parta da ADESG de Minas Gerais o grito de: – E-DU-CA-ÇÃO-TOTAL—-EM-PRIME-I-RO—LUGAR!—DE-NORTE-A-SUL, ——-DE-LESTE-A-OESTE,——JÁ

COMENDA “MEDALHA MÉRITO EXCELÊNCIA E  QUALIDADE BRASIL 2015”

Numa homenagem da Associação Brasileira de Liderança (Braslider), incentivando os que se destacam perante a sociedade, recebeu, por indicação, a Comenda “Medalha Mérito Excelência e Qualidade Brasil 2015” outorgando-lhe o título de “Comendador Prof. Paulo Bernardo (Pseudônimo: Prof. Lin) Melhores do Ano, Categoria Profissional do Ano, Destaque Nacional, Mérito Social Profissional Consultor de Numerologia e I Ching, Palestrante, Coach da Arte de Viver, Terapeuta da Espiritualidade, autor de, entre outros, Os Números Confirmam: Deus Está Dentro De Você! …

2 comentários sobre “PAULO BERNARDO

    1. Olá, meu amigo Cláuver! Hoje, revendo alguns dos meus textos, cheguei aqui, e, qual não foi a minha surpresa ao ver sua mensagem tão carinhosa! Muito obrigado. Um grande Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *