MOSQUITOS!?

MOSQUITOS!?

NUMEROLOGIA DIAGNÓSTICA

PODE LIGAR AGORA:

(07h às 23h)

Tels.: (31)3496-6144, 99621-2511 (Vivo),

99212-6818 (Tim), 3226-6024

Análise completa e Diagnóstico (inédito)
PARA OBJETIVOS > METAS > VIDA-A-DOIS
Consultas > Direcionamentos > Cursos > Palestras > 
Tratamento: Curso de Terapia das 9 Chaves
Estudo personalizado,
exclusivo (simples ou avançado)
Anotado em tempo real e/ou gravação

POR TELEFONE (à distância) OU PRESENCIAL
Análises Anotadas, Gravadas, Personalizadas

(simples ou avançadas)

<<><<<<<>>>>>>>>>

MOSQUITOS AEDES AEGYPTI?

DENGUE, ZIKA E CHIKUNGUNYA?

Sarampo, Catapora, Varicela?

Doença de pele e vias respiratórias?

POR QUÊ!?

Especialistas e muitos leitores de livros de autoajuda sabem que palavras, símbolos e imagens têm poder, e que são matéria prima de pensamentos. Sabemos que pensamentos criam, e com muito mais impacto, se forem acompanhados de sentimentos ou emoções.

Pela lei da repetição as palavras e a imaginação sobre o que tememos acabam se transformando em oração negativa, atraindo o contrario do que se pretende, ou seja, a ampliação ou multiplicação dos fatos. É o que está acontecendo e poderá piorar se uma voz confiável e poderosa não convencer de se criar outra forma de advertência contra esses males, resultantes desse nosso atraso cultural.

Cadê a religião? Cadê a filosofia?  Cadê os professores? Cadê os médicos sacerdotais? Cadê os pais de verdade? Para quê?! – Para educarem as crianças do futuro, os adolescentes e adultos de hoje, quanto a seus pensamentos, palavras, ação e omissão; e, sobretudo, às mulheres, ensiná-las como viver a “verdadeira felicidade de ser mulher” para salvarem
este mundo conturbado.

Tudo a ver com as preocupações com dinheiro, dívidas financeiras, empréstimos, desemprego, dinheiro emprestado, desejos acima do que pode, luta excessiva por bens materiais; sentimentos esses que sobrecarregam o inconsciente coletivo, que atrai tudo que está acontecendo…

Este pequeno texto foi inspirado no livro: 

“Os Números Confirmam: DEUS ESTÁ DENTRO DE VOCÊ!”

CRISE-MIGRATÓRIA?!

Pontos de vista, a propósito das notícias sobre a crise migratória:

CRISE MIGRATÓRIA?! OU CRISE DE CONSCIÊNCIA?

Que crise?! Crise são várias! Crise está lá, crise está aqui, está em todo lugar, e a crise é agora! Ela não é regional. Ela é planetária, mundial, global. A crise não está. Será que existe a crise? Ou a crise é?

A crise é de caráter ou é de comunicação? É educacional ou é moral? É de ideias ou é de iniciativas?  É da família ou é cultural? É afetiva ou é comportamental? É ecológica ou é científica? É interpessoal ou é do inconsciente coletivo? A crise é de capacitação ou é de boa vontade? É de romantismo ou é de sexualismo? É religiosa ou é teológica? É filosófica ou é espiritual?

Qual crise?! A crise é geral? Ela é existencial e humanitária? Ou a crise é de liderança? Estaria surgindo uma nova liderança? Ou continuaremos perdidos e sem rumo?

Por que não se pergunta, aqui, se a crise é na saúde? Se é na segurança? Se é econômica? Se é financeira? Se é política? Se é trabalhista? Se é de relacionamento? Não se pergunta sobre a situação desses setores, – porque o sofrimento nessas áreas é o efeito, isto é, a consequência daquelas crises? É bom lembrarmos que não há sofrimento sem causa!

Essas reflexões sobre crises podem despertar em nós outra pergunta: Existe solução para tais crises? Qual poderá ser a solução? E aonde a encontraremos?

A solução existe, sim, e está no livro “OS NÚMEROS CONFIRMAM: DEUS ESTÁ DENTRO DE VOCÊ!” Pois, o autor deste livro, de posse de todas as experiências vividas, resolveu olhar o mundo e seus graves problemas sob a ótica da ciência sagrada dos números e ciências afins, realizando um capítulo que visa dar à sociedade, novos rumos e papel.


BANNER

VALE A PENA LER.

ESTE LIVRO, ESCLARECEDOR E INOVADOR, SERÁ ENCONTRADO NAS MELHORES LIVRARIAS PELO PREÇO DE R$ 35,00 (Frete pago). Ou pelos telefones: (31)3224-5835 (Livraria Verso e Prosa – c/ Carlos Alberto), 99621-2511(Vivo), 3496-6144, 3226-6024, 99212-9818(Tim).

Eduardo Campos mártir da política, mais um – A conclusão (6/6)

Conclusão do Prof. Lin, tomando sua morte como aviso da necessidade de mudança radical na cultura do país.

Quem quiser ser feliz em maior ou menor grau, dentro da família, dentro da sociedade, é só começar a ser gentil com todos e com tudo (objetos, coisas, plantas, vegetação, animais) para, então, adquirir a capacidade de ter fé e sempre se lembrar de que o ser humano é o único ser que tem aparência Divina. É preciso reconhecer Deus verdadeiramente, não apenas acreditar, mas entender de Deus, ver e sentir Deus no outro, tentar a convivência com Deus; aprender a ter fé para ter esperança e respeito; aprender a respeitar para ter amor e encontrar Deus todos os dias. É necessário aprender a amar para ajudar no surgimento da nova cultura e civilização. Podemos começar, estimulando o resgate da demonstração de gentileza, respeito e gratidão, dentro e fora de casa, no ambiente escolar (adotar moral e civismo), no trabalho, no trânsito, nos encontros sociais, nos vários outros ambientes, ocasiões e situações.

1/6 – Números 7 e 13 no desastre com Eduardo Campos
2/6 – O mártir da política nos números
3/6 – O resgate da afetividade familiar
4/6 – Corrupção e violência
5/6 – Libertando da crise de caráter
6/6 – A conclusão

Aécio Dilma e Eduardo Campos – Libertando-se (5/6)

Crise de caráter
Acontece que, para tanto, o País precisa se libertar da crise de caráter. Nesse caso, o que fazer? Peço licença para repetir: “Para mudar uma nação é preciso corrigir a sociedade; para mudar a sociedade é preciso corrigir a família“; para mudar a família é preciso que cada um corrija a si próprio; para que cada um consiga corrigir a si próprio é preciso aprender com quem sabe e ensina. Aqui começa o problema: quem não sabe tem de perguntar, quem sabe tem de ensinar, quem ensina tem de praticar, quem pratica tem de divulgar e divulgar maciçamente.

Chegou a hora da mudança (13): a hora da morte, não a morte como fim da vida, mas como transformação, movimento, mudança mesmo, renovação, renascimento ou um inicio inspirador. Aqui existe uma mudança de conscientização, advertência contra a indiferença, o descontentamento e as más atitudes, como a postura da geração “nem-nem“: “nem estudo, nem trabalho“, “tô nem aí“.

São Bento dizia: “A vida deve ser feita de oração, trabalho, leitura e estudo“; para Santo Inácio de Loyola: “Rezar como se tudo dependesse de Deus e trabalhar como se tudo dependesse de nós“; e nas palavras de Malba Tahan: “Aquele que não lê, mal fala, mal ouve, mal vê“.

1/6 – Números 7 e 13 no desastre com Eduardo Campos
2/6 – O mártir da política nos números
3/6 – O resgate da afetividade familiar
4/6 – Corrupção e violência
5/6 – Libertando da crise de caráter
6/6 – A conclusão

Dilma, Aécio e Eduardo Campos – Violência (4/6)

Corrupção (e violência)
Quanto à Ficha Limpa (corrupção), “não se tem a ingenuidade de imaginar que eficiente arcabouço legal bastará para acabar com a corrupção (e violência) no Brasil. Há que se ter condições também para que as instituições funcionem na direção de assegurar o pleno atendimento ao anseio de limpeza ética (moral, social, espiritual) reclamado nos quatro cantos do país“.

Praga da corrupção faz mais do que tirar dinheiro da saúde, da educação, da segurança e dos transportes, para citar quatro áreas essenciais da administração pública, que mais de perto afligem os direitos do cidadão. Ela também violenta a iniciativa privada. Ao encarecer o investimento, com a propina acrescentada ao orçamento das obras, rouba a competitividade do empresariado, desestimula os negócios, reduz a oferta de empregos“.

Para tais limpezas: ética, moral, social e espiritual, o eleitor precisa, pois, estar muito consciente do voto que depositará nas urnas, em cada pleito na política nacional, estadual ou municipal — do presidente da República, dos governadores, dos prefeitos, dos senadores, dos deputados e dos vereadores, em cada eleição.

1/6 – Números 7 e 13 no desastre com Eduardo Campos
2/6 – O mártir da política nos números
3/6 – O resgate da afetividade familiar
4/6 – Corrupção e violência
5/6 – Libertando da crise de caráter
6/6 – A conclusão